Data : 17/07/2015

Dados sujeitos a alteração sem aviso prévio.

O conteúdo deste material on-line não expressa, necessariamente, a nossa opinião.

Reportar erro

3º Dia da Novena

3º DIA – 19 de julho

3dia

ORAÇÃO PARA TODOS OS DIAS
Santo Profeta Elias, pai admirável do Carmelo, olha clemente para estes teus filhos a fim de que, sob a tua proteção, possamos seguir o caminho que conduz à perfeição.
Cobre-nos com o zelo do Senhor, infunde nos nossos corações o amor ao bem, e aumenta em nós a fé, a esperança e a caridade, para que possamos descobrir na vida dos homens o verdadeiro Deus que passa e contigo, subir ao cume do Carmelo, monte do Senhor que vive e reina para sempre. Amém.

LECTIO DIVINA – Reflexões de Frei Carlos Mesters, O.Carm.

Evangelho (Mt 12,14-21) – Os fariseus saíram dali e deliberaram sobre os meios de o matar. Jesus soube disso e afastou-se daquele lugar. Uma grande multidão o seguiu, e ele curou todos os seus doentes. Proibia-lhes formalmente falar disso,
para que se cumprisse o anunciado pelo profeta Isaías: Eis o meu servo a quem escolhi, meu bem-amado em quem minha alma pôs toda sua a afeição. Farei repousar sobre ele o meu Espírito e ele anunciará a justiça aos pagãos. Ele não disputará, não elevará sua voz; ninguém ouvirá sua voz nas praças públicas. Não quebrará o caniço rachado, nem apagará a mecha que ainda fumega, até que faça triunfar a justiça. Em seu nome as nações pagãs porão sua esperança.

* O evangelho de hoje consta de duas partes ligadas entre si:
(1) Descreve as reações diferentes dos fariseus e do povo diante da pregação de Jesus;
(2) Descreve como Mateus vê nesta reação diferente a realização da profecia do Servo de Javé, anunciado por Isaías.

* Mateus 12,14: A reação dos fariseus: decidem matar Jesus
Este versículo é a conclusão do episódio anterior, no qual Jesus desafiou a malícia dos fariseus curando o homem que tinha a mão atrofiada (Mt 12,9-14). A reação dos fariseus foi esta: “Eles saíram e fizeram um plano para matar Jesus”. Chegou-se, assim, à ruptura entre Jesus e as autoridades religiosas. Em Marcos este episódio é bem mais explícito e provocador (Mc 3,1-6). Ele diz que a decisão de matar Jesus não era só dos fariseus, mas também dos herodianos (Mc 3,6). Altar e Trono se uniram contra Jesus.

* Mateus 12,15-16: A reação do povo: seguem Jesus
Quando soube da decisão dos fariseus, Jesus foi embora desse lugar. O povo fez a sua escolha. Mesmo sabendo que as autoridades religiosas decidiram matar Jesus, o povo não se afastou de Jesus mas foi atrás dele. Numerosas multidões o seguiram, e ele curou a todos. Jesus ordenou que não dissessem quem ele era. O povo sabe discernir. Jesus pede apenas para que não divulguem demais o que ele está fazendo. Contraste grande. De um lado, o conflito de vida e morte entre Jesus e as autoridades religiosas. Do outro lado, o movimento do povo desejoso para encontrar-se com Jesus! Eram sobretudo os excluídos e os marginalizados que vinham a ele com seus males e suas enfermidades. Estes, que não eram acolhidos na convivência social da sociedade e da religião, eram acolhidos por Jesus.

* Mateus 12,17: A preocupação de Mateus: Jesus é o nosso Messias
Esta reação diferente da parte dos fariseus e do povo levou Mateus a ver nisso uma realização da profecia do Servo. De um lado, o Servo era perseguido pelas autoridades a ponto de ser cuspido por elas no rosto, mas ele não voltava atrás. Fazia cara dura como pedra, certo de não ser desmoralizado (Is 50,5-7). Do outro lado, o Servo era procurado e aguardado pelo povo. As multidões das ilhas distantes aguardavam o seu ensinamento (Is 42,4). Era exatamente isto que estava acontecendo com Jesus.

* Mateus 12,18-21: Jesus realiza a profecia do Servo
Mateus traz por inteiro o primeiro cântico do Servo. Leia o texto bem devagar, pensando em Jesus e nos pobres excluídos de hoje:
Eis aqui o meu servo, que escolhi;
o meu amado, no qual minha alma se compraz.
Colocarei sobre ele o meu Espírito,
e ele anunciará o julgamento às nações.
Não discutirá, nem gritará,
e ninguém ouvirá a sua voz nas praças.
Não esmagará a cana quebrada,
nem apagará o pavio que ainda fumega,
até que leve o julgamento à vitória.
E em seu nome as nações depositarão a sua esperança.”

Para um confronto pessoal
1) Conhece algum fato em que as autoridades religiosas, em nome da sua religião, decidiram perseguir e até matar pessoas que, como Jesus, faziam o bem ao povo?
2) Jesus é o Servo de Deus. E hoje, a nossa Igreja, nossa comunidade, eu, somos servos de Deus para o povo? O que nos falta?

LADAINHA III
Senhor tende piedade de nós.
Jesus Cristo tende piedade de nós.
Senhor tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.

Deus Pai do Céu tende piedade de nós
Deus Filho Redentor do mundo tende piedade de nós
Deus Espírito Santo tende piedade de nós
Santíssima Trindade que sois um só Deus tende piedade de nós

Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós
Santa Maria, Mãe dos Carmelitas,
Santa Maria, Rainha dos profetas,
Santa Maria Honra e Esplendor do Monte Carmelo,
São José, Patrono do Carmelo,

S. Elias, cujo nome é: “é meu Deus Javé”, rogai por nós
S. Elias, campeão do Deus,
S. Elias, profeta do fogo,
S. Elias, profeta, que estais sempre na presença do Deus de Israel,
S. Elias, profeta e taumaturgo,
S. Elias, socorro da verdade,
S. Elias, profeta que pára o orvalho e a chuva,
S. Elias, cuja palavra queima como tocha,
S. Elias, cujas palavras são como fornalha ardente,
S. Elias, que adora a Deus em espírito e em verdade,
S. Elias, que mantém integra a Aliança,
S. Elias, escondido no Carit,
S. Elias alimentado por corvos, enviados pelo Senhor,
S. Elias, fortalecido pelo anjo do Senhor,
S. Elias, alimentado com a força do pão do céu,
S. Elias, que permanecestes por quarenta dias e noites ao Monte Horeb,
S. Elias, que ouvistes a voz de Deus no sopro de um vento leve,
S. Elias, que executais as ordens do Altíssimo,
S. Elias, portador de vida para a viúva de Sarepta,
S. Elias, que multiplicastes o óleo e a farinha da viúva,
S. Elias, instrumento da Divina Providência,
S. Elias, que converteis o coração dos pais aos filhos,
S. Elias, restaurador das tribos de Jacó,
S. Elias, que ressuscitastes o filho da viúva,
S. Elias, cujo grito é ouvido pelo Todo-Poderoso,
S. Elias, reconhecido um homem de Deus,
S. Elias, que ungistes reis para Israel,
S. Elias, que designastes profetas como vossos sucessores,
S. Elias, que promovestes o julgamento no Monte Carmelo,
S. Elias, que defendestes com coragem o verdadeiro Deus,
S. Elias, flagelo dos falsos profetas,
S. Elias, protetor do povo de Israel,
S. Elias, que promovestes a conversão dos corações,
S. Elias, que proclamastes a santidade do nosso Deus,
S. Elias, que obtivestes a chuva para o povo,
S. Elias, que na nuvem, vislumbrastes a Mãe do Messias,
S. Elias, que destruístes os falsos profetas,
S. Elias, perseguido por causa da Justiça,
S. Elias, zeloso pela causa do Senhor,
S. Elias, que ungistes Eliseu como vosso sucessor,
S. Elias, que jogastes vosso manto sobre Eliseu,
S. Elias, que denunciastes a injustiça dos poderosos,
S. Elias, defensor dos pequenos e dos pobres,
S. Elias, elevado ao Céu num carro de fogo,
S. Elias, cujo espírito é legado a Eliseu,
S. Elias, Pai e inspirador da Ordem do Carmo,

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, perdoai-nos Senhor
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, ouvi-nos Senhor
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende misericórdia de nós

V. Rogai por nós, santo Pai Elias.
R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos:
Deus eterno e todo-poderoso, que concedestes ao bem-aventurado Elias, vosso profeta e nosso pai, a graça de viver na vossa presença e de se inflamar de zelo pela vossa glória, fazei que, procurando sempre a vossa presença, nos tornemos testemunhas do vosso amor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amem.

Deixe uma Resposta

*

captcha *