Data : 17/05/2016

Dados sujeitos a alteração sem aviso prévio.

O conteúdo deste material on-line não expressa, necessariamente, a nossa opinião.

Reportar erro

Este é o programa do Papa Francisco para sua viagem à Armênia

armeniaVATICANO, 14 Mai. 16 / 01:00 pm (ACI).- A Sala de Imprensa da Santa Sé divulgou hoje o programa de atividades do Papa Francisco para sua viagem à Armênia, de 24 a 26 de junho deste ano.

A Armênia, primeira nação a se proclamar cristã no mundo, em 301 d.C., sofreu distintas invasões ao longo de sua história. Em 1990, proclamou sua independência, após se separar da União Soviética.

Entre 1915 e 1923, mais de 1 milhão e meio de armênios foram massacrados nas mãos do império Turco Otomano, no que se conhece como o “genocídio armênio”.

Em abril de 2015, por ocasião dos 100 anos do massacre, o Papa reconheceu este genocídio e lamentou que “ainda hoje sentimos o grito sufocado e descuidado de tantos de nossos irmãos e irmãs impotentes, que, por causa de sua fé em Cristo ou de sua pertença étnica, são publicamente e atrozmente assassinados”.

Segundo informou o Vaticano, o Santo Padre partirá do aeroporto romano do Fiumicino no dia 24 de junho, às 9h, para chegar a Yerevan (Armênia) às 15h (hora local).

Depois da cerimônia de boas-vindas, Francisco irá para a Catedral Apostólica em Etchmiadzin. E às 18h, fará a visita protocolar de cortesia ao presidente de Armênia, Serzh Sargsián, no Palácio Presidencial.

Neste lugar, o Papa se encontrará com as autoridades civis e o Corpo Diplomático e pronunciará um discurso.

A agenda do dia 24 de junho se concluirá com um encontro privado entre o Santo Padre e o Katolicós (líder ortodoxo da igreja apostólica armênia), Karekin II, no Palácio Apostólico.

No dia seguinte pela manhã, às 8h45, o Papa visitará o Tzitzernakaberd Memorial Complex, dedicado às vítimas do genocídio armênio.

Depois de visitar o complexo, Francisco se deslocará de avião, às 10h, a Gyumri, para celebrar a Santa Missa na Praça Vartanants, às 11h. Em seguida, às 16h45, visitará a Catedral Armênia-católica das Sete Chagas.

Às18h, o Papa retornará a Yerevan para participar de um Encontro Ecumênico e uma Oração pela Paz na Praça da República.

No dia 26 de junho, Francisco se reunirá com os bispos católicos armênios no Palácio Apostólico em Echmiadzin. Concluído este encontro, o Santo Padre participará, às 10h, de uma Divina Liturgia na Catedral armênio-apostólica.

O Papa almoçará logo após no Palácio Apostólico com o Katolicós, os arcebispos e bispos da Igreja apostólica armênia, os bispos católicos armênios e os cardeais e bispos do séquito papal.

Pela tarde, às 15h50, Francisco se reunirá com os delegados e benfeitores da Igreja Apostólica Armênia no Palácio Apostólico e assinará uma declaração conjunta.

Às 17h, o Papa rezará no Mosteiro de Khor Virap e, às 18h30, partirá no voo de volta a Roma.

A chegada do Santo Padre a Roma está programada para 20h40.